Equipe de enfermagem realiza dinâmica sobre protocolo assistencial de sepse

Dinâmica demonstra protocolo de assistência a pacientes com sepse e alerta para o desafio do pronto reconhecimento e tratamento precoce

A enfermagem não pára! E nem pode né? os protocolos assistenciais precisam ser, constantemente, revistos e inseridos num programa de melhoria de qualidade. E é isso que nossos enfermeiros praticam. Na semana do Dia Mundial da Sepse não foi diferente. Eles participaram de uma dinâmica que alerta sobre um desafio enorme para os profissionais da saúde: reconhecer prontamente pacientes com sintomas de sepse e encaminhá-los para o tratamento precoce. A dinâmica envolveu técnicos e enfermeiros e é vista como uma importante aliada no processo de capacitação dos profissionais.


Os atuais dados mostram que a mortalidade por sepse no Brasil, especialmente, em hospitais públicos vinculados ao SUS, é muito elevada e bem acima da média mundial.

O estudo Spread (Sepsis Prevalance Assesment Database) conduzido por 227 unidade terapia intensiva brasileiras, mostrou que 30% dos leitos de UTI no país são ocupados por pacientes com sepse com uma taxa de letalidade superior a 50%. Isso demonstra o o custo elevado da sepse no Brasil e o quanto é importante a abordagem sobre o assunto como forma de capacitação e atualização dos protocolos entre os profissionais da área de saúde.




31 visualizações

Rua Deputado Eliseu Teixeira, 488 , Ponta Verde, Maceió, Alagoas. CEP: 57035-240

TRABALHE CONOSCO: curriculo@hospitalvida.com

Tel: 82 3214.9700

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle