Autocuidado: O que você faz por si mesmo?

Psicóloga, especialista em saúde mental, reforçou a importância de se colocar em primeiro lugar

Foi uma manhã de bate papo, onde todos puderam refletir sobre uma questão, muitas vezes, deixada em segundo plano: como eu tenho cuidado de mim?

Essa foi a primeira pergunta feita pela Psicóloga clínica, palestrante e especialista em saúde mental, Aparecida Oliveira. E mesmo tímidos, os participantes responderam:


"Eu me preocupo com minha saúde tomando meus remédios em dia".

Logo depois, na frente, uma outra senhora também falou:

"Tenho depressão e preciso tomar os medicamentos certinho. Tô me cuidando não tô?, indagou para a palestrante.

De acordo com Aparecida Oliveira não deixa de ser uma forma de autocuidado, porém, cuidar de si vai muito além disso. É necessário incluir na rotina alguns hábitos. Entre eles:


> Dedicar um tempo para exercer atividades físicas. Elas ajudam a combater o stress e fazem bem à saúde mental;


> Meditar. Forma de relaxamento que faz bem á mente e é capaz de nos conectar com o mundo;


> Ter uma boa noite de sono. É necessário recarregar as baterias para que o físico bombeie energia para a mente;


> Ter uma vida social prazerosa;


> Ore. O poder da oração é transformador. Ore por você e pelo próximo;


> Faça terapia. Busque seu autoconhecimento.


A palestra foi realizada na manhã da última sexta-feira (19/01), no auditório do hospital.

Logo no início, A Psicóloga que também tem especialização em hipnoterapia, promoveu um momento de "relax", pedindo que todos parassem um pouco de pensar nos problemas e compromissos e respirassem fundo. Inspirando e expirando o ar mais forte, seguindo a sua narração.


" O objetivo é que eles parem para se autoconhecer. Parem para se descobrir. Para se darem tempo e pensarem nas suas vidas também, já que todos aqui carregam a responsabilidade de cuidar de outras pessoas e acabam ficando pra trás", explicou Aparecida.

A palestra durou cerca de 1 hora. Em resumo, a mensagem principal foi a de que se cuidar deve ser prazeroso e que isso faz a nossa vida melhorar.

Afinal, quais os atos que estou tendo hoje, que não estão sendo bons pra mim? Essa foi mais uma reflexão para os participantes que deram depoimentos bem íntimos, como o seu José, de 53 anos:


"Eu tenho problemas mentais. Tenho depressão. E tomo medicamentos controlados. Preciso cuidar mais de mim. Eu me preocupo muito com os outros e absorvo tudo", relatou.


A palestrante finalizou pontuando uma outra maneira de autocuidado. A de que é preciso aprender a dizer não. Segundo Aparecida, quando dizemos sim, mas só pra agradar alguém, estamos dizendo não a nós mesmos, e, consequentemente, ficamos em segundo plano. Portanto, dizer não a alguém, é dizer sim pra você, reforçou a especialista que também agradeceu o convite.

Psicóloga recebendo lembrança do Hospital Vida

"Eu me senti lisonjeada com o convite do Hospital vida. É de aplaudir iniciativas como essa. Só demonstra que o Hospital está exercendo de fato a humanização, preocupando-se em cuidar de seus pacientes, acompanhantes e colaboradores. Se você cuida dos seus, está cuidando da essência. Isso é perfeito. É Harmonização", elogiou a Psicóloga.



74 visualizações0 comentário

Rua Deputado Eliseu Teixeira, 488 , Ponta Verde, Maceió, Alagoas. CEP: 57035-240

TRABALHE CONOSCO: curriculo@hospitalvida.com

Tel: 82 3214.9700

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle